Papilomavírus Humano - parte II (lesões de alto grau)

quarta-feira, 19 de novembro de 2008


Abordaremos aqui as lesões de alto grau induzidas pelo HPV 16 e 18, principais representantes do grupo dos HPV oncogênicos, ou seja, aqueles capazes de provocar o câncer de colo uterino. É esta, sem dúvida, a principal manifestação da infecção por HPV no trato genital feminino, onde as alterações podem atingir as 3 camadas do epitélio, superficial, intermediária e basal. O tratamento será estabelecido conforme a extensão da lesão e adequado a cada paciente, podendo variar desde a aplicação do Ácido Tricloroacético a 80% até a excisão da lesão pela Cirurgia de Alta Frequência. Uma vez ultrapassada a membrana basal fica caracterizado o câncer invasivo e passa a ser aplicado outro protocolo de diagnóstico, estadiamento e tratamento.
Apesar de já ter sido encontrada a presença de DNA-HPV em até 99,7% dos tumores cervicais, apenas 1% das mulheres infectadas por um dos tipos oncogênicos do HPV apresenta risco de desenvolver o câncer cervical. A incidência dessa doença está na dependência de fatores individuais relacionados a variação de parceiros, presença de outras DST, uso de preservativos, realização periódica de exame preventivo contra o câncer ginecológico (Papanicolau), condição imunológica, alimentação rica em vitamina C, betacaroteno e ácido fólico, entre outros.
O exame de Papanicolau deve ser realizado anualmente por todas as mulheres sexualmente ativas e tem como objetivo detectar condições facilitadoras da ação viral, como as ectopias cervicais ou mesmo as lesões subclínicas. Estudos estimam que aproximadamente 75% da população sexualmente ativa entra em contato com com um ou mais tipos de HPV durante sua vida e que destes, 1 a 2% apresentam manifestação clínica, 4% subclínica, 10% latente e em torno de 60% eliminam a infecção pelo sistema imune. O teste de Papanicolau é uma estratégia de prevenção consagrada e quando realizado regularmente e por profissionais qualificados é capaz de reduzir em até 80% a incidência do câncer de colo uterino.

Vacina contra HPV
Ela tem a função de ajudar o organismo a reconhecer o HPV, através do seu sistema imune, antes de estabelecida a infecção, ou seja, é uma vacina profilática. Por isso é recomendada para meninas e mulheres jovens ( 9 a 26 anos) e deve ser administrada em 3 doses, via intramuscular. Além disso é formada por um capsídio vazio, o que significa dizer sem material genético capaz de provocar infecção ou oncogênese.
A ANVISA ( Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já tem registrada a vacina tetravalente para os HPV 6, 11, 16 e 18, porém a rede pública de saúde ainda não dispõe da vacina para a população. Ela pode ser encontrada em clínicas particulares por um preço nem sempre acessível para a maioria das pessoas.

Não podemos esquecer que os exames periódicos, o uso de preservativos, a pesquisa de outras DST e a avaliação do parceiro sexual são recursos essenciais e importantes na luta contra esta doença que representa a neoplasia maligna mais frequente em nosso país, correspondendo a 23% dos demais tumores.

6 comentários:

Osc@r Luiz disse...

Querida, seu blog é um "catálogo" de coisas importantes.
Acabei de colocá-lo no Gente Sem Saúde, coisas que eu já deveria ter feito.
Um beijo!

ex amelias disse...

Oi, Oscar
Suas palavras são um incentivo para mim...obrigada pelo carinho !!

Renato (HappyBlue) disse...

Bom dia minha querida amiga Solange!

Em primeiro lugar queria dizer que estou com saudades, viu? Em segundo lugar queria dizer que eu devo estar merecendo um puxão de orelha. rsrs Há muito não venho por aqui no seu “cantinho”... Xiii... (um pouco de bom humor para descontrair esta manhã).

Hoje me lembrei muito de você. Não fiz a homenagem ao dia do médico no dia 18 de outubro no “campo datas comemorativas” lá no Quiosque Azul, mas ainda ontem fiz um post que lembra o especial dia de hoje.

Queria muito falar contigo minha Doutora Amiga, mas sempre estamos correndo. Não é?

Gostaria muito de ter a sua opinião sobre este meu artigo:
Dia Mundial de Luta Contra a AIDS

Estou preparando um testamento para você e volto logo em seguida. Vou deixá-lo aqui no campo comentário. Se por algum motivo quiser excluir, não tem problema, ok? Será mais um pedido de ajuda ou talvez um desabafo.

Relacionei esse seu artigo parte II e também o parte I ao meu post, ok?

Torço para que tudo esteja bem contigo. Bjs de Luz! Tenha um bom dia! Renato (HappyBlue)

ex amelias disse...

Oi, Happy
Você sempre com palavras gentis...obrigada !!
Já deixei um comentário lá no seu post. Achei excelente !!
Publicarei um ainda hoje também. Ando numa correria louca e não tenho tido muito tempo para escrever.
Beijos...

Renato (HappyBlue) disse...

Olha eu aqui devo trazendo o meu “testamento” haha \o/

Já vi o seu comentário querida amiga! Muito obrigado pelo apoio. Palavras com a sua minha amiga me incentivam cada vez mais. Tenho respondido a todos, mas, no entanto... Vamos lá! Please, help me!

A princípio quando eu criei o meu blog não tinha a intenção de ter uma redação própria. O primeiro e principal objetivo era e ainda é reunir informações que julgo importantes e necessárias para um mundo melhor. Comecei reunindo orações, mensagens de paz e reflexão, santo do dia, astrologia, entre outros. No entanto a criação do referido “campo datas comemorativas” e o incentivo dos meus queridos amigos me levaram ao “lápis e papel”.

Tenho recebido muitos convites para participar de movimentos de ajuda e orientação. Geralmente são campanhas de apoio social e incentivos positivos para uma sociedade melhor de forma geral. Temas como a adoção de crianças e adolescentes, a violência contra as mulheres (lei Maria da Penha), a pedofilia, a lamentável ocorrência no sul do nosso querido Brasil devido à chuva e por aí vai... São assuntos muito polêmicos, mas que vejo e venho tratando de uma forma atenciosa e solidária. Este meu projeto como tudo na vida vem se transformando e ganhando novos rumos e propostas. Tenho pouco estudo, não posso “ir e vir” como antes e não sou muito bom com as palavras (as escritas), mas tenho me arriscado publicando alguns textos que escrevo. Procuro sempre estar atualizado com o que ocorre no Mundo e tenho estudado bastante. Também tenho me esforçado para ajudar de alguma forma. Confesso que às vezes levo horas para escrever, mas o retorno tem sido uma grande alegria em meus dias. Ajudar a alguém sem olhar a quem é necessário. É importante e edificante. Concorda comigo minha amiga?

Não sou médico e nem assistente social, mas recentemente fui convidado pelo HESFA (Hospital São Francisco de Assis, aqui no centro do Rio de Janeiro) para um trabalho voluntário. Um dia eu te conto o “Por que?” de tudo isso... Já estou lá e estou gostando muito de poder somar levando informação, amor e carinho para as pessoas e seus familiares que tanto necessitam de um “colo amigo”. O trabalho consiste praticamente em incentivar a adesão em vários tratamentos (especificamente aquelas que recebem o diagnóstico “soropositivo”). Estou participando do processo de triagem e comecei este mês a fazer palestras com ajuda de médicos e enfermeiros. Em todos esses processos quase sempre fico com a parte das palavras de amparo que lembram o poder do sorriso e do exercício da Fé, mas também oriento os amigos e irmãos tirando os “fantasmas” das suas cabecinhas (principalmente àqueles que não tem muito esclarecimento e infelizmente têm poucos recursos). Em resumo, oriento que devem fazer uso dos medicamentos anti-retrovirais (nos casos em que são necessários), ajudo no planejamento do tratamento criando tabelas de horários, jejum para um, alimentação para outro. Falo do perigo da recontaminação (usem camisinha). E falo de muitas outras coisas para evitar a resistência, digo a falha terapêutica e/ou mutação do vírus. A falta de atenção a tudo isso pode causar uma “múltipla falência” no tratamento. Os recursos para uma boa qualidade de vida vão se perdendo e o paciente pode chegar ao óbito.

O diHITT me trouxe muitas alegrias. E a nossa amizade é uma delas. De coração!!! Além de tudo tenho uma amiga Doutora! Não é maravilhoso?!?! Obaaa!!! \o/ Vou abusar dos seus conhecimentos e estudos... rsrs

Desde que o Quiosque nasceu nunca tive nenhum comentário contrário. Não sou fechado a críticas. Muitas delas podem ser construtivas, ainda mais agora que tenho escrito sobre alguns temas polêmicos X polêmicos. Agora lembro o que está escrito no Quiosque Azul: - Dispenso ofensas gratuitas. Recebi um comentário nesta minha publicação de hoje, que até agora não entendi. O comentário começa assim: “Eu não creio na existência da AIDS.” Como assim? Onde está a razão? Qual é a tese? Fala baseado nos estudos da teologia? Fica difícil, pois existem vários evangelhos, várias religiões com diferentes visões e interpretações da palavra de DEUS, que é única para mim. A proposta do meu post é informar, orientar e principalmente lembrar as prevenções, cuidados e convivência com essas questões. Ainda há muita falta de orientação. Pessoas buscam e buscam... Acabam por padecerem. Não vou dirigir “isso ou aquilo ao amigo”, mas há casos em que a pessoa começa o tratamento. Meses depois faz os exames de rotina e o resultado felizmente é “carga viral indetectável”. Mas isso não é uma cura para o seu estado clínico. Infelizmente a medicina ainda não alcançou esta benção. O abandono dos cuidados e da prevenção que o meu artigo aponta, pode reduzir significativamente o resgate de uma boa qualidade de vida. O exercício da Fé em qualquer religião certamente nos eleva em qualquer batalha. Tenho estudado muito a liturgia católica e a doutrina espírita. Acredito sim na cura através da interceção de Deus, mas não vou pregar nada. Somos livres para nos expressarmos, mas cada pessoa e um eterno aprendiz desse tempo que chamamos de Vida. Costumo dizer que a Fé é única, Deus é um só. As religiões são muitas, cada uma acredita em um “Deus” ou em nenhum e/ou em nada. Assim estradas são criadas pelo homem, ao passo que o “Pai Maior” já as criou quando fez a Terra. Cada um escolhe o seu caminho e certamente é possível chegar ao mesmo destino por diferentes percursos, mas existem estradas que se fecham para o propósito VIDA!

Desculpe-me pelo longo texto minha amiga, mas fiquei com receio de ter elaborado mal o meu post. Estou até pensando em fazer desse comentário um post. O que acha? Está tudo correto. Caso haja algo errado ou “feio”... Poderia corrigi-lo para mim?

Muito obrigado de coração pela atenção e peço a Deus que ilumine os seus pensamentos, elevando-os aos “Céus” para que consiga brindar cada vez mais o Mundo com os estudos e a prática desta solidária e humana ciência chamada MEDICINA.

Bjs de Luz!
Renato (HappyBlue)

Se puder pode me responder criando um testamento no meu blog campo comentário. Assim como eu, mas também pode me escrever para os e-mails abaixo:

quiosqueazul@gmail.com
happyblue@gmail.com

+ 1 obrigado & + 1 bj de Luz!

ex amelias disse...

Meu amigo, tudo que eu posso te dizer é PARABÉNS PELO SEU TRABALHO !!!
Seu "testamento" me emocionou...é de pessoas como você que o mundo anda carente e por isso mesmo pagando preços altos, seja na saúde, nas relações pessoais, seja pelas várias formas de violência e terrorismo...que bom saber que você existe, que bom ser sua amiga !!!
O trabalho voluntário que você está realizando é de um valor inestimável, a luta contra preconceitos (meu post hoje foi sibre isso), o carinho, as informações repassadas...você arrasou, meu amigo, na forma e no conteúdo...
Conte sempre comigo...podemos debater assuntos, tirar dúvidas, discutir estratégias, colaborar um com o outro no que for preciso
Publiquei seu comentário com muito orgulho. Acho importante que outras pessoas saibam exatamente quem está por trás destas palavras tão ricas.
Sobre o comentário no seu post " não creio na existência da Aids", penso que isso é fruto da deinformação. Fiz uma referência a isso no meu comentário. Acho que pessoas assim ainda não foram devidamente sensibilizadas...é mais um campo de trabalho para nós que somos envolvidos com a causa...não devemos nos abater, pelo contrário...
Beijo e, agradeço a Deus por você existir e que nossos caminhos tenham se cruzado !!
Solange